Atenção, beneficiário! Você pode solicitar atendimento administrativo via telefone

A Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) criou uma série de canais de atendimentos para agilizar os serviços e evitar o deslocamento de beneficiários durante a pandemia de coronavírus. Na capital, o atendimento administrativo presencial acontece das 7h às 12h. Após esse período, os beneficiários podem ter acesso por meio dos canais virtuais do plano de saúde. Ainda assim, mesmo durante a manhã, não é necessário ir até a Cassems para ser atendido.
Para realizar inclusão de usuários no plano de saúde, migrações e negociações financeiras, o beneficiário pode entrar em contato pelo telefone: (67) 3309-5449. Para exclusões, o acesso pode ser feito pelo número: (67) 3314-1010. O contato ainda pode ser realizado via e-mail: cadastro.beneficiarios@cassems.com.br

Saiba quais são os outros canais disponibilizados pela Cassems aos seus beneficiários:

  • Para transcrição e autorização de exames
    E-mail: transcricao.exames@cassems.com.br
  • Whatsapp (Central de Autorização):
    (67) 9 9242 – 1766 (7h às 17h30)
  • Whatsapp (Atendimento Integrado):
    (67) 3309 – 5368 (7h às 17h30)
  • Para demandas de cadastro
    Telefone: 3309 5449 (7h as 17h30)
  • Para dúvidas e esclarecimentos sobre o coronavírus:
    Campo Grande: (67) 4001 – 6950
    Dourados: (67) 3033-8350

    Sarah Santos
    Ascom Cassems

Cassems entrega edição especial sobre coronavírus da revista ‘Viver Cassems’

Chega às casas dos beneficiários, nos próximos dias, a edição 34 da revista “Viver Cassems”. Neste exemplar, o plano de saúde preparou uma reportagem especial sobre a pandemia do novo coronavírus, com posicionamentos de especialistas do assunto, e as medidas de contingenciamento tomadas pela Cassems.
A revista traz, ainda, matérias sobre os malefícios do açúcar para a saúde da criança, mitos e verdades sobre a sífilis e um artigo sobre o Programa de Integridade da Cassems. Para que você conheça o trabalho desenvolvido pela gestão, uma entrevista com a gerente de Assistência à Saúde, Elea Godoy, sobre a Virada Tecnológica e quais os próximos passos a serem dados.

Sarah Santos
Ascom Cassems

Em meio a pandemia, temos, sim, boas notícias para compartilhar

O mundo todo está preocupado com as consequências da pandemia do novo coronavírus. Porém, mesmo imersos em notícias assustadoras que causam ansiedade e apreensão, existem algumas boas histórias que devem ser compartilhadas para nos trazer alento e esperança. Contudo, continuemos em alerta, pois ainda não podemos minimizar a importância dos cuidados, porque o problema ainda é grave e requer a atenção e colaboração de todos nós.

  • Brasileira que ficou na UTI se cura
    Uma das cinco primeiras pessoas a ter coronavírus, no Brasil, e também uma das primeiras a ter a forma grave da doença no país e precisar de terapia intensiva, teve alta hospitalar e foi declarada curada do vírus, no dia 18 de março.
  • Solidariedade contagia o brasileiro e mundo vê nascer verdadeira onda de gentileza e empatia
    Assim que foi declarado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que o isolamento social é a melhor forma de evitar a disseminação do Covid-19, moradores de condomínios têm se disponibilizado a ajudar vizinhos idosos ou de outros grupos de risco com compras de supermercado, farmácia ou outras necessidades básicas. Bilhetes com nomes e contatos dos voluntários são deixados em elevadores, no hall e até na porta de apartamentos dos prédios. Ao redor do mundo, temos notícias de que pessoas e pequenas empresas estão entregando mantimentos para seus vizinhos idosos em isolamento, crianças estão cuidando de sem-teto e pessoas estão compartilhando seu papel higiênico com a comunidade, entre outras histórias de bondade e compaixão que surgem diariamente nas redes sociais.
  • Chinesa de 103 anos e italiana de 95 se curam
    Uma mulher de 103 anos se tornou a pessoa mais velha a se curar do coronavírus. Ela ficou em tratamento por seis dias em um hospital de Wuhan, na China, e foi liberada para voltar para casa. Já uma italiana, de 95 anos, foi o segundo caso na Itália de um idoso com mais de 90 anos que obteve a cura da doença. Anteriormente, um senhor de 97 anos também recebeu alta do hospital após se livrar do Covid-19.
  • Países conseguiram conter o contágio
    Alguns países asiáticos parecem ter conseguido reduzir substancialmente a propagação abrupta do vírus. Taiwan, que faz fronteira com a China, tem uma população 26 milhões de habitantes e, até o último dia 23, havia registrado apenas 67 casos e uma morte em mais de dois meses de luta contra o novo coronavírus. A província chinesa de Hong Kong, onde vivem 7,5 milhões de pessoas, que também tem fronteira terrestre com o resto da China, só teve 155 casos confirmados e 4 mortes. No Japão, com uma população de 120 milhões, os casos mal excederam 800, enquanto na Coreia do Sul, embora haja mais de 8 mil pacientes, novas infecções foram abruptamente reduzidas nas últimas semanas.
  • China anuncia fim da transmissão local
    A China, país onde a pandemia de coronavírus se iniciou, anunciou a diminuição drástica de casos de infecção por meio de transmissão local. Dados divulgados nesta sexta-feira (27), apontam 55 novos casos de infecção e, desses, 54 foram “importados”, ou seja, vieram de outras localidades. Para especialistas, a notícia indica que medidas sociais restritivas funcionaram na contenção da disseminação do vírus.
  • Mais de 100 mil pessoas já se recuperaram do coronavírus no mundo
    Pesquisa feita pela Universidade Johns Hopkins aponta que mais de 100 mil pacientes com Covid-19 já se recuperaram totalmente da doença. Ainda de acordo com o estudo, esse número deve subir ainda mais, à medida que mais tratamentos em potencial são testados em todo o mundo.
  • Quarentena diminui poluição e acaba transformando o céu no litoral de SP, e restrições reduzem poluição na Itália, China e em NY
    A orientação de quarentena como forma de prevenção ao novo coronavírus tem mantido não só a população dentro de casa, mas também carros dentro das garagens, o que tem ajudado a diminuir a poluição na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, e colaborado para que os moradores consigam enxergar o céu da região menos poluído. Já no exterior, estudos mostram queda de 25% nas emissões de dióxido de carbono na China desde início da pandemia de coronavírus e a água dos canais de Veneza ficou tão mais clara que golfinhos, cisnes e cardumes de peixes foram flagrados nos canais. Em Nova York, com a queda de 35% do trânsito automotivo na cidade, as emissões de monóxido de carbono caíram cerca de 50%.
  • Empresas estão se mobilizando para produzir estoque de alcool 70% que serão doados para hospitais e centros de assistência à saúde. A Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul, por exemplo, recebeu 1.400 litros do produto das Usinas Santa Helena e Laguna, que abastecerão as unidades hospitalares de Campo Grande e Nova Andradina. Ainda, O Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), que representa o setor produtivo de cachaça, informou que fabricantes associados da instituição vão doar, nos próximos dias, pouco mais de 70 mil litros de álcool etílico hidratado a 70% para uso nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).
    Fontes: BBC Brasil, sonoticiaboa.com.br, G1.com.br, valor.globo.com, veja.abril.com.br e uol.com.br

Gustavo de Deus
Ascom Cassems

Quem canta seus males espanta: 10 músicas para elevar o astral em tempos de isolamento

Desde os tempos remotos, a música sempre foi agente agregador, de mudanças, de revoluções e, até mesmo, ferramenta de solidariedade. A partir do momento que a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou pandemia do Covid-19 e indicou o isolamento social como principal forma de evitar a disseminação do vírus, a música tem sido uma arma e um escudo contra a solidão e, também, uma forma de interação, mesmo que à distância.

Vídeos e fotos de pessoas cantando nas sacadas e janelas de suas casas, na Itália, emocionou o mundo e inspirou outras pessoas, inclusive músicos profissionais, a fazerem o mesmo. Artistas como Bono, Madonna e Norah Jones fizeram apresentações especiais para seus seguidores, via redes sociais. Em Campo Grande, por exemplo, os músicos Carlos Colmam e Guga Borba fizeram shows, transmitidos pela internet, diretamente de suas casas.

Se você toca um instrumento ou simplesmente gosta de cantar, convoque seus vizinhos para um “grande show” ao ar livre. Contudo, você também pode usar a música como forma de melhorar o clima neste momento de tanta apreensão, medo e dúvidas, para despertar amor, esperança e otimismo. Pensando nisso, a Cassems selecionou 10 músicas com mensagens positivas para você ouvir sozinho ou com sua família no período de isolamento social.

1 – All We Need is Love – The Beatles – https://www.youtube.com/watch?v=_7xMfIp-irg

2 – Amanhã – Guilherme Arantes – https://www.youtube.com/watch?v=ybrDr-zTRuc

3 – Don’t Worry be Happy – Bobby McFerrin – https://www.youtube.com/watch?v=d-diB65scQU

4 – Firework – Katy Perry – https://www.youtube.com/watch?v=QGJuMBdaqIw

5 – Mais uma Vez – Renato Russo – https://www.youtube.com/watch?v=tSKN0iRiSTc

6 – O Sol – Jota Quest – https://www.youtube.com/watch?v=wPBFZldSsMI

7 – Ponha na Sua Cabeça – Geraldo Espíndola – https://www.youtube.com/watch?v=V59W3gJsiZA

8 – Stand by Me – John Lennon – https://www.youtube.com/watch?v=YqB8Dm65X18

9 – Three Little Birds – Bob Marley – https://www.youtube.com/watch?v=zaGUr6wzyT8

10 – What a Wonderful World – Louis Armstrong – https://www.youtube.com/watch?v=D67lR7Qy_wk

Gustavo de Deus
Ascom Cassems

Cassems contra o coronavírus: idosos necessitam de alguns cuidados

A pandemia de Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, exige alguns cuidados redobrados com os grupos de risco, entre eles as pessoas com mais de 60 anos. Há um sofrimento natural devido ao isolamento por parte dos idosos, mas a conversa em família e atenção são formas de lidar com isso. A Cassems oferece algumas dicas de cuidados para preservar a saúde dos idosos:

Se convive com idosos em casa

  • Não toque em nada antes de se higienizar
  • Tire os sapatos e, se possível, os higienize
  • Tome banho e lave bem todas as áreas expostas
  • Ir ao mercado apenas em caso de extrema necessidade, dando preferência para os horários com menor circulação de pessoas
  • Evite aperto de mão, beijo e abraço
  • Conscientize às outras pessoas da casa para tomarem os mesmos cuidados
  • Se possível, mantenha alguns utensílios para uso exclusivo dos idosos da casa

Dialogar é preciso

  • Informe-os do atual cenário para que eles compreendam o afastamento de outras pessoas para evitar o sentimento de abandono
  • Converse com eles frequentemente e criem estratégias para evitar o afastamento durante o período de quarentena
  • Se não morarem na mesma casa e for possível, ensine-os a fazer ligações de vídeo para conversarem

Atividades para os idosos fazerem

  • Meditação e reflexões são importantes para motivar os bons sentimentos durante esse período.
  • Uma outra alternativa para manter boas práticas de saúde durante a quarentena é fazer exercícios físicos. Acompanhe-os em sua rotina de atividades ou ensine uma nova. Na Internet, vários sites e aplicativos dispoem de dicas para esse grupo de pessoas.
  • Para os idosos mais ansiosos, elabore com eles uma lista de tarefas, façam uma coisa de cada vez e risquem conforme forem avançando. Isso ajuda a reduzir a ansiedade e manter a motivação.

Sarah Santos
Ascom Cassems

Diante do cenário de pandemia do novo coronavírus, Cassems reduz os atendimentos

A medida de prevenção segue de acordo com as orientações do governo e organizações de saúde

A fim de focar nas boas práticas de medidas de proteção, bem como evitar que pessoas saudáveis frequentem unidades de saúde e possam vir a se contaminar, a Cassems determina o fechamento temporário da Clínica da Família e Centro Médico e de Diagnóstico Avançado (CMDA) da Cassems. As consultas e procedimentos que estavam previstas serão reagendadas.

Ainda, como medida de prevenção, o atendimento administrativo nas unidades regionais e da capital da Cassems acontecerão das 7h às 12h. Após esse período, os beneficiários poderão entrar em contato por meio dos canais virtuais.

Para tirar dúvidas sobre os atendimentos que serão adiados devido à quarentena, o beneficiário pode entrar em contato com a Central de Atendimento. Para pedir esclarecimentos, exclusivamente, sobre o coronavírus, o “Disque Dúvidas Coronavírus” da Cassems estará à disposição, pelo número 4001-6950. Ainda, para informações para atendimento nas duas unidades, ligue (67) 3056-9800 (CMDA) e 3322-3400 ou 3322-3401 (Clínica da Família).

Sarah Santos
Ascom Cassems

EDITAL DE SUSPENSÃO DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

O Conselho de Administração da Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul – CASSEMS, através de seu Presidente, no uso de suas atribuições, atendendo as recomendações do Ministério da Saúde, diante da declaração pública de pandemia do COVID-19, circunstância que exige o emprego de medidas de prevenção à propagação do novo coronavírus, de modo a reduzir os riscos de transmissão e preservar a saúde de seus beneficiários, DECIDE suspender a realização da XIX Assembleia Geral Ordinária, que seria realizada no dia 03 de abril de 2020. Após a definição da nova data, será publicado o Edital de Convocação, nos termos do Estatuto.

Campo Grande/MS, em 23 de março de 2020.

Ricardo Ayache
Presidente

Cassems contra o coronavírus: o que fazer durante o período de isolamento social?

Com o crescimento dos casos de coronavírus no Brasil e, consequentemente, do movimento #fiqueemcasa, o temido momento em que o isolamento social se tornaria imprescindível chegou. A quarentena é uma das medidas de proteção mais eficazes para evitar a transmissão do vírus e, neste momento, é a recomendação das grandes organizações de saúde e governo, para diminuir os danos causados pela pandemia.

Entretanto, em um momento de tensão generalizada, estar trancado em casa pode trazer uma série de sentimentos. E, caso a solidão bata à porta, é preciso criar estratégias para superar. Nada substituir o encontro físico, mas a tecnologia pode se transformar em uma grande aliada neste período, diminuindo, conforme o possível, a solidão e trazendo bons momentos de descontração. Confira 10 coisas que você pode fazer para se distrair durante a quarentena.

1 – Assista filmes alegres

As plataformas de streaming para filmes e séries na Internet possuem as mais diversas alternativas, em todos os gêneros, e são uma boa opção para se distrair. No entanto, em um período de incertezas e pânico pelo qual o mundo passa, é preciso dar preferência para produções com um conteúdo alegre, que deixem sensação de leveza e felicidade.

2 – Cuide de você mesmo

Manter uma rotina de autocuidado é o primeiro passo para poder lidar com qualquer problema vindo do isolamento. Tire os cremes das prateleiras, realize rituais de hidratação corporal, facial e capilar. Aproveite os dias em casa para fazer aquele “spa day” que você merece e não realiza há algum tempo.

3 – Não deixe de fazer exercícios físicos

As academias são espaços de aglomeração de pessoas e, por isso, um dos ambientes mais indicados para o fechamento durante o período de quarentena. Aos que mantém uma rotina de atividades físicas, podem continuar as práticas em casa, por meio dos aplicativos disponíveis e vídeos de instrução. O importante é manter-se em movimento, mesmo dentro de casa.

4 – Faça lives com os amigos

Marque com seus amigos um horário para todos se reunirem em chamadas de vídeo. Se possível, evite assuntos tão sérios e faça desse momento algo leve e fácil. Vocês podem fazer alimentações, assistir à filmes juntos ou colocar a conversa em dia. Mesmo sem a companhia dos amigos, é possível fazer desses dias um pouco mais alegres mantendo o contato com eles.

5 – Ligue para trocar informações sobre o coronavírus

Aproveite o tempo livre e faça uma lista com os parentes, amigos e demais pessoas de mais idade com a qual você se preocupa, que possam ter dificuldades com as tecnologias e, por isso, fazer um apanhado de informações verídicas sobre as medidas de proteção necessárias durante uma pandemia. Converse com eles sobre o novo coronavírus, explicando o que é este fenômeno, a importância de ficarem em casa e de que maneira podem se cuidar. Assim, é possível manter o contato com quem se ama e orientá-los, também.

6 – Ouça podcasts

Caso não queira ficar preso à televisão, uma alternativa é ouvir podcasts. Os programas estão fazendo sucesso e atualmente existe uma grande diversidade de assuntos, como política, educação, esportes, tecnologia, ciência, celebridades, humor, entre muitos outros. Os podcasts possuem duração variada e podem ser escutados em diferentes momentos do dia, em agregadores para computador ou com a liberdade de ouvir pelo celular, em apps para Android e iPhone (iOS), como Spotify, Deezer, Apple Podcasts e Google Podcasts.

7 – Aposte em cursos on-line

Outra atividade possível para a quarentena do coronavírus é fazer cursos online. Várias plataformas de educação oferecem cursos online, com emissão de certificado e algumas, inclusive, abriram cursos para que as pessoas tenham atividades para fazer durante a quarentena. Desta forma, é possível aproveitar o isolamento para profissionalizar o currículo e aprender coisas novas.

8 – Meditar

Meditar pode ser uma atividade relaxante para usuários que desejam controlar a ansiedade de estar em isolamento social. Aplicativos grátis, como Zen e Meditopia, disponíveis para Android e iPhone disponibilizam sessões de meditação com movimentos de respiração, exercícios de relaxamento e músicas tranquilizantes. Caso você tenha uma religião específica, outra alternativa é separar um momento do dia para preces e reflexão, desta forma, pode-se tornar os dias mais leves.

9 – Experimentar novas receitas

O tempo livre da quarentena pode ser preenchido na cozinha. A Internet possui diversos pratos explicados em vídeo ou por meio de tutoriais em texto, com o detalhamento dos ingredientes e do passo a passo. É possível encontrar receitas doces, salgadas, para entrada, prato principal e sobremesa, além de opções saudáveis, molhos e acompanhamentos, com o passo a passo detalhado para reproduzir em casa. O canal da TV Cassems no Youtube, por exemplo, possui algumas receitas e preparações saudáveis. Desta forma, você pode ocupar seu tempo e ainda garantir uma alimentação saudável, para fortalecer a imunidade em tempos de pandemia.

10 – Dance

Quem dança seus males espanta! Já que as festas e eventos não são recomendadas para este momento, e se você não pratica nenhuma atividade física, pode começar agora. No Youtube, diversos vídeos de dança, em ritmos diferentes, estão disponíveis para quem quer aprender novos passos. Afaste os móveis da sala, vista uma roupa confortável e tente aprender uma coreografia da sua música favorita.

Sarah Santos
Ascom Cassems

Cassems cria hospital de campanha e amplia em 50% o número de leitos de UTI do hospital de Campo Grande

A medida é preventiva e visa o atendimento aos pacientes que estejam com os sintomas do Covid-19

Diante da pandemia de coronavírus e se antecipando a possível necessidade, a Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul (Cassems), cria hospital de campanha para o atendimento de pacientes que estejam com os sintomas do Covid-19. A unidade, que tem capacidade para 30 leitos e três consultórios, foi estruturada no estacionamento do Hospital Cassems de Campo Grande e estará disponível para atendimento ao beneficiário a partir dessa segunda-feira (23).

Além dessa medida, a Cassems também anuncia a ampliação em 50% do número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), saltando de 20 para 30 leitos. Essa estrutura é fundamental para o atendimento com segurança aos casos de pacientes infectados pelo novo coronavírus. A unidade também possui três leitos de isolamento com câmara de pressão negativa, sendo distribuídos da seguinte forma: um no Pronto Atendimento, um na UTI Geral e um na UTI Cardio.

“Estamos tomando todas as medidas necessárias para que possamos atravessar esse período desafiador com garantia de atendimento de qualidade e humanizado ao nosso beneficiário. E isso, inclui nos anteciparmos à necessidade, que é o que estamos fazendo com a criação desse hospital de campanha e com a ampliação do número de leitos de UTI. Trata-se de uma medida preventiva muito importante, já que o grande desafio em todo o mundo é a disponibilidade de leitos”, ressalta o presidente da Cassems, Ricardo Ayache.

Com a estruturação do hospital de campanha, o objetivo é melhorar a segurança a todos, garantindo triagem mais eficiente entre os pacientes com quadros diversos de doenças respiratórias. “Nosso objetivo é identificar o mais rápido possível os casos que possam caracterizar uma infecção por coronavírus e prontamente adotar os protocolos determinados pelo Ministério da Saúde. Nesse sentido, o hospital de campanha será muito importante para a melhoria do nosso fluxo de atendimento”, explica o diretor clínico da unidade hospitalar, Marcos Bonilha.

Vale salientar que pelo menos 80% dos casos que buscam atendimento no Hospital Cassems de Campo Grande apresentam sintomas de doenças como dengue e resfriados comuns, sendo poucos os casos que, no momento, são enquadrados nos critérios adotados pelo Ministério da Saúde para o Covid-19. “É preciso reafirmar que em caso de sintomas leves de gripes e resfriados o paciente não deve procurar atendimento hospitalar. Neste momento, a prioridade para buscar assistência em saúde no pronto atendimento deverá ser feito por pessoas que apresentarem falta de ar ou que tenham tido contato com pessoas infectadas, como critérios definidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Infectologia, evitando assim, aglomerações desnecessárias e risco de transmissão de outras doenças, além do Coronavírus”, ressalta a infectologista e diretora do Comitê de Crise do Coronavírus do Hospital Cassems de Campo Grande, Marcia Dal Fabbro.

Outras Medidas

A Cassems também anunciou a suspensão de todas as cirurgias eletivas, sendo prioritários apenas os procedimentos cirúrgicos considerados de urgência e emergência. “Estamos seguindo todos os protocolos e recomendações das autoridades sanitárias, capacitando e orientando as nossas equipes constantemente. Adotamos como medida preventiva e de atendimento, a suspensão dos grandes eventos corporativos que reuniriam públicos significativos e os atendimentos em unidades como o Centro de Prevenção, a Clínica da Família e o Centro Médico e de Diagnóstico Avançado – CMDA, que concentram grande número de idosos para atendimentos ambulatoriais e atividades físicas”, salienta a diretora de Assistência à Saúde da Cassems, Maria Auxiliadora Budib.

Além disso, a campanha de vacinação contra a gripe H1N1 e demais cepas virais, uma prioridade há 10 anos, foi antecipada para março. Toda a rede de atenção à saúde da Cassems, na Capital e no interior, encontra-se preparada para o melhor atendimento ao beneficiário.

Mikaele Tedoro
Ascom Cassems

Cassems disponibiliza Disque Dúvida Coronavírus para beneficiários tirar dúvidas sobre Covid-19

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) oferece aos seus beneficiários o Disque Dúvida Coronavírus, canal exclusivo para tirar dúvidas e dar orientações sobre o Covid-19, a partir desta sexta-feira (20).

Por meio do telefone 4001-6950, que funciona de segunda-feira à sexta, das 7h às 22h, o beneficiário será atendido por pessoas treinadas que vão tirar as dúvidas e, assim, evitar que ele se desloque até uma unidade de saúde sem a necessidade.

Ascom Cassems