Para evitar a contaminação por Covid-19, uso de máscaras torna-se obrigatório em Campo Grande

A obrigatoriedade da utilização da máscara foi decidida em virtude do aumento de casos de Covid-19

Na última sexta-feira (19), em Campo Grande, e à partir da segunda-feira (22), em todo o Mato Grosso do Sul, torna-se obrigatório o uso de máscaras para circulação de pessoas. A medida foi tomada em decorrência do agravamento da pandemia do novo Coronavírus. Os acessórios de proteção podem ser artesanais ou industriais e é imprescindível que cubram a boca e o nariz.
Nas unidades de atendimento da Cassems, todas as possíveis medidas de prevenção ao contágio por Covid-19 estão sendo tomadas desde o início da pandemia, reiterando o compromisso do plano de saúde com o bem-estar dos beneficiários e comunidade em geral. No entanto, neste momento, de aumento massivo dos casos de Coronavírus, é fundamental o uso dos equipamentos de proteção individual, para garantia de segurança e cumprimento dos protocolos de higiene.
De acordo com o Código Sanitário Municipal, o comércio deve proibir a entrada de cliente sem a máscara, anotar o nome da pessoa e informar as autoridades. O uso do protetor facial é obrigatório para todos, exceto crianças menores de 4 anos, pessoas com deficiência intelectual ou transtornos psicossociais que impeçam o uso de máscara. É proibido, ainda, circular em áreas comuns de condomínios ou elevadores de prédios residenciais e comerciais sem a máscara.

Sarah Santos
Ascom Cassems